No ano de 2018 foi lançado o documentário norte-americano “A Juíza”, produzido pela CNN Films. o filme teve duas indicações ao Oscar de 2019 e narra a trajetória da juíza da Suprema Corte Norte-Americana Ruth Bader Ginsburg, pioneira na luta pelos direitos das mulheres, que construiu um legado que a transformou em ícone inesperado da cultura pop no auge de seus 86 anos.

O documentário chegou ao Brasil por meio de parcerias entre ONGs e empresas de impacto social, tendo sua estreia em uma sessão privativa no Supremo Tribunal Federal no dia 08/05/19 e quinze dias depois com seu lançamento comercial nas salas de cinemas das capitais São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

Após cerca de um mês, as instituições parceiras que participam da rede de lançamento do filme no Brasil passarão a receber acesso exclusivo ao mesmo, por meio de acesso uma plataforma online. Dentre estas instituições parceiras está a ABAMACK, que organizará exibições seguidas de debates a respeito de igualdade de gênero, dirigidos por autoridades acadêmicas e profissionais das áreas jurídica e da filosofia, dentre outras.

Na região Metropolitana de Campinas/SP, são três as instituições que tomam a frente do projeto, que faz parte de uma estratégia de mobilização em torno dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, em especial a ODS 5 sobre Equidade de Gênero. A ABAMACK, o escritório Ávila Ribeiro e Fujii Sociedade de Advogados e o Instituto Ibero-Americano do Advogado Empreendedor-IBAE estão organizando aproximadamente 20 eventos de exibição e debates, que ocorrerão nos meses de julho, agosto e setembro em diversas universidades e outras instituições públicas e privadas, como na Unicamp, escritórios, empresas, a Associação Comercial e Industrial de Campinas e o Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região.

Trailer de “A Juíza”: https://www.youtube.com/watch?v=GRKwrnMbi9E